Bikehub.com.br | Compre e Venda - Bikes Novas e Usadas
Anuncie / Cadastre-se
Blog
Você sabia que temos um Marketplace também?
Compre Agora
ESTRADA/TRIATHLON Tipos de válvula: quais as diferenças?
Bikehub

atendimento@bikehub.com.br

Conheça os tipos de válvula de pneus de bicicleta, suas vantagens e desvantagens.

Você já deve ter reparado que existem dois tipos de válvulas de pneus de bicicletas: as de bico fino e as de bico grosso. Os modelos Schrader (de bico grosso) e Presta (de bico fino) são mesmo os principais tipos em uso no Brasil.

Cada modelo tem vantagens e desvantagens, e a escolha de um ou de outro se dá principalmente por fatores de preferência pessoal, especificações da bicicleta ou até mesmo conveniência. O mais importante é saber qual tipo você usa e estar preparado com uma bomba adequada (mais sobre elas abaixo).

Tipos de válvula de pneu de bicicleta
Uma válvula Presta (fina) e uma Schrader (grossa).

TIPOS DE VÁLVULA DE PNEUS DE BICICLETA

VÁLVULA SCHRADER OU BICO GROSSO

Tipos de válvula de pneu de bicicleta: válvula Schrader

  • – Mais antiga, é mais resistente e menos propensa a dar problemas do que a Presta.
  • – Seu sistema de vedação se baseia em uma mola interna, que afunda para dar passagem ao ar (aquele pininho no centro da válvula).
  • – Oferece calibragem menos precisa do que a Presta.
  • – É mais difícil de encher na mão e mais propensa a vazamentos (manter a válvula tampada pode ajudar com esse problema).
  • – Muito comum no MTB.
  • – Bem similar às usadas em automóveis, é compatível com bombas de posto de gasolina.

    (IMPORTANTE: As bombas de postos de gasolina muitas vezes fazem pressão demais para depois desinflar e atingir o PSI desejado, o que pode ser nocivo para a sua câmara ou pneu).

VÁLVULA PRESTA OU BICO FINO

Tipos de válvula de pneu de bicicleta: válvula Presta
  • – Mais moderna, mais fina e um pouco mais leve, foi criada especialmente para câmaras de bicicletas. É a mais encontrada em bikes de estrada e bikes de alto nível.
  • – Mais precisa do que a válvula Schrader, por ter um sistema em que o próprio ar dentro da câmara fecha a saída. Este sistema também facilita o enchimento manual, já que a bomba não tem que lutar contra a pressão interna.
  • – O lado negativo do sistema da entrada é sua fragilidade: é comum entortar a parte móvel, o que muitas vezes não tem solução. Cuidado redobrado ao encher uma válvula Presta com uma bomba manual.
  • – Para encher no posto, precisa de um adaptador (muito pequeno, que pode ser deixado sempre acoplado à válvula, para evitar imprevistos). Você tem que tirar o adaptador, abrir a tampinha da válvula, recolocar o adaptador e então encher o pneu.

TIPOS DE BOMBA:

As bombas de ar para bicicleta dividem-se em algumas categorias: Podem ser bombas de chão (ou de pé) ou de mão, podem ou não ter um manômetro e podem ou não ser bombas “inteligentes”.

Modelo de bomba de chão com manômetro Air Tool Comp V2 da Specialized.

Bombas com manômetro (indicador digital ou analógico da pressão) ajudam a obter uma calibragem mais precisa, exatamente dentro das especificações que o pneu traz e de acordo com o seu gosto pessoal. Já as bombas sem manômetro não têm indicado de PSI, ou seja, você vai ter que sentir na mão (e pedalando) se a calibragem está boa.

Tente sentir o pneu nas mãos quando tiver a oportunidade de calibrar com manômetro, para ter a referência de quão duro o pneu deve estar quando precisar calibrar SEM o manômetro.

Modelo simples de bomba de mão.

A maioria das bombas de mão não tem manômetro, por isso são mais indicadas para emergências, como quando o pneu fura na rua ou na trilha. Para quem pedala bastante, o ideal é encher os pneus da bike uma vez por semana, com uma bomba com manômetro.

BOMBA INTELIGENTE

As chamadas “bombas inteligentes” são bombas que enchem tanto a válvula Presta quanto a válvula Schrader, sem necessidade de adaptação. Elas têm duas entradas separadas para cada tipo de válvula, ou uma única que funciona com os dois tipos.

Bomba modelo Mini Dual da Topeak, compatível com os dois tipos de válvula.

Bombas mais simples têm um bico só, que pode funcionar apenas para um tipo de válvula ou serem “adaptáveis” para os dois tipos. Com estas, é preciso desrosquear e inverter a ordem das peças internas para ajustar a bomba a cada tipo de válvula. Este processo pode ser um pouco complicado se você nunca fez – teste o uso da sua bomba em casa, para saber usar quando precisar.

Na hora de comprar uma bomba, certifique-se de que ela tem a capacidade necessária para encher os pneus da sua bike de acordo com a indicação.

Para Bikers como você
Bikehub.com.br | Compre e Venda - Bikes Novas e Usadas